GOVERNO - PB - TOPO
GOVERNO - PB - TOPO - 2
Legislativo

Anísio Maia assume titularidade do mandato na ALPB

Ele é o primeiro suplente da coligação A Força do Trabalho IV, composta pelo PT, Pros e Avante, e substitui o deputado Genival Matias.

08/05/2019 14h23
Por: Redacao

A Assembleia Legislativa da Paraíba (ALPB) empossou, nesta quarta-feira (08), o suplente de deputado Anísio Maia (PT). Ele é o primeiro suplente da coligação A Força do Trabalho IV, composta pelo PT, Pros e Avante, e substitui o deputado Genival Matias, que se afastou das atividades parlamentares por 121 dias para resolver problemas particulares e realizar tratamento de saúde.
 
No seu discurso de posse, Anísio destacou o seu retorno à Casa de Epitácio Pessoa e a continuidade do seu trabalho. "Prometo manter, defender e cumprir a Constituição, observar as leis e promover o bem geral do povo paraibano", resumiu. O parlamentar ainda agradeceu aos demais deputados presentes e à articulação da sua coligação, que permitiu o seu regresso aos quadros do Poder Legislativo.
 
Homenagem às mães
 
Ainda durante das atividades da manhã desta quarta, as servidoras da Assembleia Legislativa da Paraíba receberam homenagens do Dia das Mães, em festa promovida pela diretoria do Clube da Melhor Idade Novo Alvorecer. O evento foi realizado no Auditório João Eudes da Nóbrega e teve contou com palestra da aromoterapeuta pela Universidade do Rio Grande do Norte, Ellô Pianowski, apresentações musicais e a entrega de lembrancinhas confeccionadas pelas associadas da entidade.
 
O Clube Novo Alvorecer é formado por servidores e servidoras aposentados da Assembléia e é presidido por Célia Rejane de Souza Leite, que, juntamente com o vice-presidente Hélio Gomes, abriu o evento agradecendo a presença de todos e ressaltando o papel da mãe junto aos filhos e na harmonia familiar.
 
Depois, a palestrante Ellô Pianowski falou sobre “A Aromoterapia”, ciência que utiliza óleos essenciais e tipos de fragrâncias com o intuito de melhorar o bem-estar físico, psicológico e espiritual do ser humano. “É uma prática integrativa e pode ser realizada como terapia complementar. É preciso ressaltar que ela não substitui o médico, mas pode auxiliar no tratamento de enfermidades”, explicou.

 

Minuto PB

Nenhumcomentário
500 caracteres restantes.
Seu nome
Cidade e estado
E-mail
Comentar
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos o direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas.
Mostrar mais comentários