GOVERNO - PB - TOPO - 2
GOVERNO - PB - TOPO
Consórcios

Empresa de consórcio ilegal de motocicletas dá prejuízo de R$ 1,5 milhão a consumidores na PB

Ministério Público entrou com a ação de execução, na Vara Única de Sumé, contra a empresa, para obrigar o ressarcimento dos consumidores.

15/05/2019 11h23
Por: Redacao

Mais de 100 pessoas teriam sido vítimas de chamada "compra premiada" em três municípios da região do Cariri, na Paraíba. As vítimas, dos municípios de Sumé, Congo e Amparo, aderiram a um suposto consórcio irregular oferecido pela empresa Eletropetro Motos Ltda, para compra de motocicletas. O prejuízo aos consumidores, segundo o Ministério Público da Paraíba, chega a R$ 1.564.497,62 milhão.

De acordo com o promotor de Justiça que entrou com a ação de execução, na Vara Única de Sumé, contra a empresa, Bruno Leonardo Lins, a Justiça foi acionada depois que a Eletropetro Motos Ltda firmou um acordo no Ministério Público para ressarcir os consumidores, em um prazo de 180 dias, mas descumpriu o compromisso. A ação pede a reparação dos consumidores e a proibição à empresa de fornecer o produto, que é ilegal, já que não é autorizado.

"Ela fazia os grupos de consórcio e quem era sorteado deixava de pagar as prestações que ainda havia para pagar. É o que eles chamam compra premiada, que na verdade é um consórcio. Mas para se realizar consórcio, tem que se ter autorização do Banco Central, e eles não tinham. Eles mudaram esse nome, colocaram compra premiada, mas na verdade é um consórcio", explicou o promotor.

O Ministério Público apura a mesma prática da empresa com vítimas de outros dois municípios do Cariri. Nesta quarta-feira, a Promotoria de Sumé realiza audiência para tratar do caso nos municípios de Ouro Velho e Prata. Segundo o promotor Bruno Leonardo Lins, deverá ser apresentado, hoje, o valor devido pela empresa e a quantidade de consumidores prejudicados. O promotor de Justiça acredita que haja consumidores prejudicados, inclusive, em outros estados: Pernambuco e Alagoas.

Se não houver acordo em relação aos consumidores prejudicados em Prata e Ouro Velho, o Ministério Público poderá entrar com outra ação.

As tentativas de contato com a Eletropetro Motos Ltda não obtiveram êxito.



Click PB

Nenhumcomentário
500 caracteres restantes.
Seu nome
Cidade e estado
E-mail
Comentar
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas.
Mostrar mais comentários