GOVERNO - PB - TOPO - 2
GOVERNO - PB - TOPO
Sem Conflito

João evita confronto com Ricardo e ressalta ‘projeto’

O governador, porém, ressaltou que não entrou no “projeto” em 1º de janeiro de 2019, quando assumiu o Palácio da Redenção.

27/05/2019 15h31
Por: Redacao

O governador João Azevêdo (PSB) evitou, na manhã desta segunda-feira (27), confrontar as críticas que recebeu do ex-governador Ricardo Coutinho (PSB), no último sábado (25). João disse que não cabe fazer comentários em relação ao seu antecessor.

“Considero o G-10 da base, as vezes as informações não chegam da forma adequada e não tenho que fazer comentários em relação ao ex-governador”, afirmou.

O governador, porém, ressaltou que não entrou no “projeto” em 1º de janeiro de 2019, quando assumiu o Palácio da Redenção. “Não caí de paraquedas [no projeto]”, lembrou.

“Eu faço parte de um projeto de continuidade, tenho feito exatamente isso ao longo de cinco meses, um projeto que ajudei a construir, não caí de paraquedas, não entrei em 1º de janeiro, cheguei há muito tempo, lá em 2005, quando começamos a construir, conheço esse projeto. Uma política dessa de segurança é uma política de continuidade”, destacou João.

João Azevêdo assinou, na manhã de hoje, o Plano de Cargos, Carreira e Remuneração (PCCR) dos agentes penitenciários e entregou armamentos. O projeto será encaminhado para apreciação da Assembleia Legislativa. O gestor disse não ter dúvidas que a matéria terá o apoio do G-10.

Nesse último fim de semana, em entrevista coletiva na Câmara Municipal de Cajazeiras, o ex-governador Ricardo Coutinho fez uma série de críticas ao seu sucessor, como modo que seu sucessor tem conduzido a relação com o G-10 na Assembleia Legislativa da Paraíba (ALPB), agrupamento de parlamentares da base governista, mas intitulado de independente, assegurou que as obras em andamento e que estão sendo inauguradas são fruto do seu trabalho nos últimos oito anos e enfatizou que fez “pouquíssimas” indicações ao primeiro escalão da atual gestão.

Reações

Mais cedo, em entrevista à rádio Jovem Pan de João Pessoa, o presidente da Assembleia Legislativa da Paraíba, deputado Adriano Galdino (PSB), condenou as declarações do ex-governador Ricardo Coutinho (PSB). Galdino cobrou de Ricardo declarações de união, que permitam a continuidade do propagado “projeto” do PSB e governabilidade a João.

Para a deputada estadual Cida Ramos (PSB), o ex-governador apenas emitiu uma opinião. “O governador emitiu uma opinião, todos nós temos ônus e bônus por ser governo, temos responsabilidade e participação com esse governo, a questão está tranquila e resolvida”, disse a parlamentar, admitindo a necessidade de ajustes no início do governo Azevêdo. “É natural”, acrescentou.

 


Maurílio Júnior e Albemar Santos – MaisPB

Nenhumcomentário
500 caracteres restantes.
Seu nome
Cidade e estado
E-mail
Comentar
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos o direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas.
Mostrar mais comentários