GOVERNO - PB - TOPO - 2
GOVERNO - PB - TOPO
Inclusão

Projeto Quadrilhando sobre rodas participa da abertura do São João de Campina Grande

O grupo tem 22 componentes, entre cadeirantes e pessoas com outras deficiências, além de reabilitadores, e foi criado com o objetivo de fortalecer a inclusão através da arte, no contexto da cultura popular junina.

06/06/2019 09h41
Por: Redacao
Dançarinos do Projeto Quadrilhando sobre Rodas. Foto: Divulgação Secom/PB
Dançarinos do Projeto Quadrilhando sobre Rodas. Foto: Divulgação Secom/PB

O Projeto Quadrilhando sobre Rodas, criado há sete anos pela Fundação Centro Integrado de Apoio ao Portador de Deficiência (Funad), vai participar, nesta sexta-feira (7), da abertura do Maior São do Mundo, em Campina Grande. O grupo tem 22 componentes, entre cadeirantes e pessoas com outras deficiências, além de reabilitadores, e foi criado com o objetivo de fortalecer a inclusão através da arte, no contexto da cultura popular junina.
 
Esta é a primeira vez que a quadrilha da Funad participa da abertura oficial do evento, que reúne paraibanos e turistas. Os ensaios começaram em abril, sob a coordenação do marcador Ricardo Félix, da quadrilha Flor de Mandacaru.

O figurino é uma atração à parte. Foi pensado e produzido por mães de usuários e servidores da Instituição e, neste ano, valoriza a chita, como matéria-prima principal, garantindo um colorido especial à apresentação.
 
Além da abertura do São João em Campina Grande, o Projeto Quadrilhando sobre Rodas fará apresentações no campeonato de quadrilhas juninas da Capital, no próximo dia 15 e na festa de São João dos usuários da Funad, no dia 18 deste mês.
 
Segundo Simone Jordão, presidente da Instituição, o projeto é muito importante, porque fortalece a inclusão dos cadeirantes e demais usuários nessa manifestação artística e cultural tão valiosa para o Nordeste. “Nossa quadrilha sobre rodas vai mostrar a todos, o quanto é possível ser integrado à sociedade, nas mais diversas formas, seja no mercado de trabalho, educação e cultura e o Governo da Paraíba não mede esforços para que isso aconteça”, observou Simone Jordão.


Minuto PB

Nenhumcomentário
500 caracteres restantes.
Seu nome
Cidade e estado
E-mail
Comentar
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas.
Mostrar mais comentários