RADIO MINUTO
Democratas

“Nós só aceitamos fusão com PSDB e PSD se for para sermos generais”, diz Felipe Leitão

As direções das três siglas começaram a discutir a fusão em uma única legenda para disputar as eleições de 2022.

29/08/2019 10h29
Por: Redacao

Pode estar a caminho a criação de uma “super” agremiação da direita brasileira, com a fusão de PSDB, DEM e PSD. As direções das três siglas começaram a discutir a fusão em uma única legenda para disputar as eleições de 2022. Para o presidente do Democratas em João Pessoa, deputado estadual Filipe Leitão (DEM), essa fusão só faz sentido se o controle dos cargos da sigla ficar com o DEM.

Ainda não se discutiu qual seria o nome do novo partido, por isso os dirigentes envolvidos avaliam que ele não será concretizado a tempo das eleições municipais do ano que vem. “O principal empecilho a essa junção era o [Gilberto] Kassab [presidente do PSD]”, diz um dirigente tucano que participa das negociações.  “Mas nas últimas discussões ele [Kassab] mostrou uma mudança de postura e acredito que é apenas uma questão de tempo para amadurecermos esse projeto. A ideia é ter tudo concretizado até 2021 para dar tempo de participar com o novo partido das eleições em 2022”, diz o político do PSDB.

Ao ser indagado sobre essa possibilidade o presidente do DEM-JP disse: “Nós só aceitamos a fusão se for para sermos generais. Essa discussão realmente vem existindo, mas diante do momento em que vivemos, diante do momento que vive a nossa legenda, só admitimos fusão se for para o nosso partido ficar com o protagonismo”, opinou Felipe.

 

PB Agora

Nenhumcomentário
500 caracteres restantes.
Seu nome
Cidade e estado
E-mail
Comentar
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas.
Mostrar mais comentários