RADIO MINUTO
Legislativo PB

Assembleia instala Frente Parlamentar do Desenvolvimento da Aviação Regional

A ação tem como objetivo desenvolver a aviação civil no Sertão paraibano, fortalecendo o setor comercial e a economia da região.

29/08/2019 14h06
Por: Redacao

A Assembleia Legislativa da Paraíba (ALPB) instalou, durante sessão especial realizada nesta quinta-feira (29), a Frente Parlamentar do Desenvolvimento da Aviação Regional, que tem como objetivo desenvolver a aviação civil no Sertão paraibano, fortalecendo o setor comercial e a economia da região.
 
De acordo com o presidente da Frente, o deputado Júnior Araújo, o desenvolvimento da aviação regional é importante para atender os anseios das cidades do interior do estado, a exemplo de municípios como Cajazeiras, Sousa, Patos e Itaporanga. O deputado acredita que a expansão do setor nessas regiões irão fomentar a economia, além de beneficiar aproximadamente 1 milhão de pessoas. “Há uma carência muito grande, especificamente, das cidades que fazem divisa com o Ceará, perdendo um potencial comercial muito grande”, declarou.
 
O parlamentar ressaltou que, atualmente, o aeroporto de Juazeiro do Norte, no Ceará, tem absorvido um fluxo de voos, maior do que aeroporto Castro Pinto, na Região Metropolitana de João Pessoa. “Isso é fruto justamente desse vácuo geográfico que existe. Nós estamos tentando viabilizar voos comerciais partindo de Cajazeiras para Patos, de João Pessoa a Sousa, de Campina Grande a João Pessoa, Sousa a Patos e Cajazeiras. Hoje vamos dar um ‘ponta pé’ nessa discussão, justamente com essa Frente Parlamentar”, explicou o deputado.
 
Membro da Frente Parlamentar, o deputado Cabo Gilberto disse que é dever da Casa estar atenta a todos os problemas que a Paraíba enfrenta. Segundo ele, o desenvolvimento da aviação regional trará melhorias na economia do Sertão paraibano. “Essa Frente Parlamentar, da qual faço parte, irá contribuir para trazer desenvolvimento com a geração de emprego e renda. Somos a favor da expansão da aviação civil para todo estado e estamos aqui para defender essa bandeira”, afirmou o Cabo Gilberto.
 
O secretário estadual do Turismo, Gustavo Feliciano, declarou que a inclusão do interior da Paraíba na rota da aviação regional será positiva, não só para o setor comercial, mas também para o turismo. “Iríamos desenvolver o turismo no interior do estado de uma forma ainda mais forte atraindo voos. Quando temos a infraestrutura turística, esses voos tendem a transportar os turistas melhor e mais rápido. Essa Frente vem para debater relevantes ações e o Governo do Estado está satisfeita em contribuir e se coloca a disposição, para que possamos trazer benfeitorias para a Paraíba”, afirmou o secretário.
 
Na avaliação do presidente da Agência Brasileira da Aviação Civil (ABAC), Givanildo Nascimento, a Paraíba tem se destacado em relação a outros estados, após as reformas e as requalificações pelas quais passaram os aeródromos do estado. Ele acrescenta ainda que os equipamentos paraibanos estão aptos a operar com voos executivos, mas com a possibilidade de uma requalificação para voos comerciais.
 
“Aeródromos como os de Cajazeiras e de Patos estão qualificados a receberem voos regionais. Temos que trabalhar com a aviação regional de médio porte, ou seja, esses aeródromos estão aptos a receberem aviões monomotores, bimotores e os de médio porte, que são aeronaves que têm a capacidade de até 12 passageiros”, explicou o presidente da Agência Brasileira da Aviação Civil.
 
O presidente da Fecomércio da Paraíba, Marcone Medeiros, entende que haverá um grande desenvolvimento comercial para o Sertão Paraibano a partir de iniciativas que possam proporcionar uma evolução na aviação daquela região. Medeiros destaca que a Paraíba precisa, através da união de empreendedores com a classe política, conquistar uma aviação regional que possa ligar a Capital ao Sertão. “Hoje, o empresário, se precisar sair de João Pessoa para o Sertão, ele perde três dias de seu tempo, ou seja, é uma verdadeira perda de tempo e de força de decisão em bons negócios”, declarou.
 
Marcone Medeiros disse também acreditar que o serviço de aviação aérea regional, atendendo João Pessoa, Campina Grande e a região do Sertão, trará novos investimentos para o estado. “Levará desenvolvimento e crescimento para aquela região”, pontuou.
 
O presidente da Câmara de Dirigentes Logistas (CDL) de Cajazeiras, Alexandre Costa Cartaxo, afirmou que a Frente Parlamentar do Desenvolvimento da Aviação Regional, criada pela Assembleia e presidida pelo deputado Júnior Araújo, é um marco para a Paraíba, principalmente, pelo fato de que o Governo do Estado realizou investimentos nos sete aeródromos da Paraíba.
 
Costa entende que é preciso agora definir uma política estadual para operar esses equipamentos. “Acredito que com essa iniciativa, nós iremos debater com as autoridades do setor aeroviário do estado a respeito da destinação que será dada a estes aeródromos, se o Governo do Estado fará novos investimentos e vai operacionalizá-los ou irá concedê-los à iniciativa privada”, observou o presidente Alexandre Costa.
 
Gerente Executivo Aeroviário da Paraíba, o Capitão Batista, do Corpo de Bombeiros, ressaltou que os aeródromos da Paraíba, após reforma feita pelo Governo do Estado, estão homologados e prontos para operar recebendo aviões executivos, que envolvem aviões de médio e grande porte. No entanto, o capitão revelou que estudos vêm sendo realizados para que alguns desses equipamentos possam receber voos maiores e um maior volume de passageiros.
 
“Nossa Gerência está dando prioridade total ao projeto de Patos. É uma obra de R$ 38 milhões, com recursos da Secretaria de Aviação Civil e a contrapartida do Governo do Estado, em torno de R$ 10 milhões. Com o cronograma estabelecido junto com a Secretaria, a previsão é que até o final de 2020 estaremos iniciando as obras”, revelou.
 
Também participaram da instalação da Frente Parlamentar do Desenvolvimento regional da Aviação os deputados Doutor Érico, Doutora Paula e Lindolfo Pires; o presidente da CDL de Patos, Oton Ferreira da Silva; o presidente da CDL de João Pessoa, Nivaldo Vilar; a diretora de Educação Profissional do Senac, Vera Lúcia; e o representante da Sindempresas de Sousa, Francisco Medeiros.

 

Minuto PB

Nenhumcomentário
500 caracteres restantes.
Seu nome
Cidade e estado
E-mail
Comentar
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas.
Mostrar mais comentários