RADIO MINUTO
Agricultura Familiar

Edital do Programa de Aquisição de Alimentos é lançado pelo Governo da Paraíba

Estão previstos investimentos da ordem de R$ 1,2 milhão.

22/03/2019 17h04
Por: Redacao
Governador João Azevedo, com Agricultores Familiar da Paraíba
Governador João Azevedo, com Agricultores Familiar da Paraíba

O governador João Azevêdo assinou, nesta sexta-feira (22), o primeiro edital de Chamada Pública do Programa de Aquisição de Alimentos (PAA), na modalidade Compra com Doação Simultânea, que vai contemplar agricultores de comunidades quilombolas, indígenas e ciganas de diversas regiões do Estado. Estão previstos investimentos da ordem de R$ 1,2 milhão.

Na ocasião, o chefe do Executivo estadual externou sua alegria, e disse ter certeza e convicção de que ações como essa e outras das quais participou essa semana são produtivas para o Estado da Paraíba. "É bom estar aqui e ver que esse Governo continuou andando, que esse governo continuou construindo relação como essa, olho no olho, dizendo o que é, e o que não é possível", ressaltou.

João Azevêdo afirmou ainda que considera o PAA um programa é extraordinário. “A Paraíba mantém com esses editais a possibilidade de termos cada vez mais famílias de agricultura familiar sendo beneficiadas. Um programa que agrega a possibilidade do agricultor vender seu produto com a garantia de recebimento, e ao mesmo tempo um programa que pega esse alimento para alguns segmentos que são vulneráveis e leva esses mesmos alimentos para as unidades do Estado", argumentou.

E enfatizou: "Esse é um programa muito feliz na sua concepção, porque agrega valores importantes, gera emprego, renda, segurança alimentar e alimentação de qualidade. Como é bom poder estar compartilhando nesse momento uma foto de um balaio como esse para rodar o mundo através das mídias, e dizer isso é agricultura familiar, a riqueza da terra. Isso é o que nos dá a garantia de que, quando o campo não planta, a cidade não janta".

A secretária de Estado do Desenvolvimento Humano, Gilvaneide Nunes, falou que o PAA representa o crescer, a dignidade e, sobretudo, uma decisão política. “Esse edital vem dizer que a Paraíba, tem lado sim, e que a Paraíba respeita os agricultores, os quilombolas, os assentados, os indígenas e ciganos. E esse edital é específico para essa população. Esse é apenas o primeiro, iremos investir sim muito mais recursos nessa área. Nesse governo a agricultura familiar tem respeito e vamos avançar com essas e outras políticas públicas", salientou.

A deputada estadual Cida Ramos, presente à solenidade, afirmou que "a política não pode ser para quem já tem muito. A política deve beneficiar quem nada tem. E o PAA é a reafirmação de um programa fundamental para que a agricultura familiar, em meio a essa crise tão perversa no Brasil, possa dizer: estamos vivos. E que em suas várias modalidades, PAA do Leite, Compras Institucionais e Compra com Doação Simultânea, devemos travar os dentes para que ele permaneça, porque são programas fundamentais. Como são fundamentais o Cartão Alimentação, por ser ele que bota comida na mesa", observou.

Para Sueles Fideles, agricultora no município de Pitimbu, o PAA possui um valor simbólico a mais que o dinheiro, porque, além de vender para 200 famílias que são beneficiárias diretas, serve como regulador de mercado. E explicou: “Porque se tem o PAA funcionando, o atravessador não compra por qualquer preço. Então mesmo quem está fora do programa é beneficiado pelo Programa, e o atravessador não paga qualquer preço. O PAA, dentre todas as Políticas Públicas, é o mais dignificante, resume dignidade para o agricultor que vende sua produção por um preço justo, e para a pessoa em vulnerabilidade alimentar que recebe esse alimento como doação do Governo, e complementa a alimentação de sua família em casa. E dignidade não tem preço, tem um valor de vida, de luta e de resistência ou de existência".

Programa de Aquisição de Alimentos - O PAA, criado em 2003 pelo Governo federal, tem por finalidades básicas promover o acesso à alimentação e incentivar a  agricultura familiar, por meio da compra de alimentos produzidos pela agricultura familiar, com dispensa de licitação, destinando às pessoas e famílias em situação de vulnerabilidade social, atendidas pela rede socioassistencial, equipamentos públicos de segurança alimentar e nutricional, rede pública e filantrópica de ensino.

Na Paraíba, o Programa opera em três modalidades: PAA Leite, Compras Institucionais e Compra com Doação Simultânea. No período de 2010 a 2018, por meio desta modalidade, foram contemplados 1.435 agricultores, que juntos comercializaram 3,4 toneladas de alimentos, beneficiando 771 entidades, com investimentos de R$ 5,9 milhões. O PAA Leite atende atualmente 29.214 mil famílias, em 80 municípios, com produtos fornecidos por 1.287 produtores.

Com o lançamento do Edital de Chamada Pública do PAA, na modalidade Compra com Doação Simultânea, que irá contemplar diversas regiões do Estado, serão beneficiados 185 agricultores, com investimentos da ordem R$ 1,2 milhão. O objetivo desse Edital é realizar a inscrição, seleção e classificação de propostas individuais dos agricultores fornecedores de produtos alimentícios provenientes da agricultura familiar, tendo como público prioritário a ser contemplado: assentados, ciganos, quilombolas e indígenas.

Na Paraíba existem atualmente 314 assentamentos, onde residem 14.645 famílias. Outras 39 comunidades quilombolas com 2.400 famílias, e mais 25.043 indígenas. Como forma de ampliar e fortalecer o PAA no Estado, a Secretaria de Estado do Desenvolvimento Humano firmou convênio com o Governo Federal para estruturar 75 centrais de recebimento dos produtos da agricultura familiar com caminhões isotérmicos, balanças eletrônicas, balanças de piso móvel, freezers, computador, entre outros.



MinutoPB

Nenhumcomentário
500 caracteres restantes.
Seu nome
Cidade e estado
E-mail
Comentar
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas.
Mostrar mais comentários